Como funciona o golpe do falso empréstimo?

homem-perdendo-dinheiro

A pandemia de covid-19 abalou as estruturas financeiras de grande parte dos brasileiros. Muitos perderam o emprego, ficaram endividados e precisaram de ajuda para quitar suas dívidas. Uma pesquisa realizada pelo Serasa apontou que, 8 em cada 10 brasileiros procuraram por empréstimos durante a pandemia. Com essa necessidade, os golpistas viram uma forma de atrair mais vítimas,  e começaram a aplicar em várias pessoas o golpe do falso empréstimo.

Quer evitar cair em uma dessas fraudes? Continue lendo o artigo e entenda mais sobre essa problemática.

Tipos de empréstimos

O empréstimo não possui nenhuma finalidade específica, e pode ser usado para suprir quaisquer dificuldades que a pessoa tiver, desde dívidas até a compra de um bem. Ainda, é um acordo entre o cliente e o banco, onde o primeiro pega uma quantia de dinheiro emprestada, e se compromete a pagar tudo em dia.

No entanto, o valor a ser pago é acrescido de juros, e possui parcelas fixas durante os meses.  Existem vários tipos de empréstimos. Alguns deles são:

  • Empréstimo pessoal: esse é o tipo mais comum de empréstimo, e costuma ser oferecido pelas instituições bancárias às pessoas que não possuem nome sujo, ou seja, nenhuma dívida em aberto em seu nome. 

É um empréstimo bastante útil em momentos emergenciais, pois o dinheiro cai em sua conta em 24 horas. Porém, existem algumas desvantagens nessa opção. A primeira delas é que a quantia máxima que pode ser solicitada é de R$5000,00. 

Outra questão a ser levada em consideração são os juros. Devido a rapidez da liberação, eles costumam ser bem altos.

  • Empréstimo consignado: é um tipo de empréstimo que também é muito oferecido pelos bancos. Ele consiste no cliente solicitar a quantia que precisa, e as parcelas que são acertadas com a instituição financeira são descontadas diretamente de seu salário, pensão ou aposentadoria.

Apesar de possuir juros baixos, essa modalidade só pode ser selecionada por pessoas que são aposentadas, beneficiárias do INSS, ou no caso de clientes que trabalham em empresas que possuem convênio com algum banco.

  • Empréstimo por penhor: essa modalidade de empréstimo é um pouco diferente das anteriores. Nesse caso, ao realizar a proposta, o cliente penhora algum bem que ele possui. Pode ser um carro, casa ou algo semelhante. O banco então avalia o valor do bem que foi penhorado, e concede o empréstimo no valor referente.

Uma vantagem dessa opção, é que pessoas negativadas têm grandes chances de conseguir a aceitação da proposta. No entanto, as taxas de juros costumam ser bastante altas.

  • Cheque especial: esse tipo de empréstimo também é um pouco diferente. Ele ocorre quando o cliente fica com a conta bancária negativa, e precisa de dinheiro para cobrir esse saldo devedor.

O cheque especial pode ser bastante vantajoso, pois é contratado de forma automática e o valor solicitado é exatamente o que o cliente precisa para saldar a quantia que está em vermelho.

Contudo, essa modalidade possui juros enormes, e sua aderência pode não ser uma boa escolha, dependendo do caso.

Agora que você já conhece os principais tipos de empréstimos, vamos entender como funciona o golpe do falso empréstimo.

Entendendo o problema

Como dissemos anteriormente, devido a problemas financeiros, milhares de brasileiros viram no empréstimo a solução da crise pela qual passavam. Contudo, 37% das pessoas que fizeram a solicitação, tiveram o pedido de empréstimo negado pelos bancos.

Aproximadamente 40% desse grupo receberam a negativa por renda mensal baixa ou baixa possibilidade de pagamento  do empréstimo.

O golpe do falso empréstimo normalmente ocorre quando a pessoa busca opção de empréstimo no google. Os primeiros resultados costumam ser anúncios, que foram criados por estelionatários.

Esses sites aprovam de primeira a quantia que foi solicitada pelo cliente, e algum tempo mais tarde alguém entra em contato dizendo que houve algum problema, e que é necessário que seja depositado um valor, para que o empréstimo seja liberado.

Há pessoas que chegaram a realizar até quatro depósitos antes de suspeitar que se tratava de um golpe.

O principal aliado dos estelionatários é a falta de informação. Com os clientes ainda se adaptando a transição para o digital, é cada vez mais comum que golpes como esse aconteçam. Por isso, a principal forma de combater esses ataques, é por meio da educação desse público.

Confira abaixo o que você pode fazer para evitar cair em situações com essas.

Como evitar cair no golpe do falso empréstimo?

O primeiro fato importante que você precisa ter em mente é: nunca faça pagamentos adiantados. Ao fazer uma solicitação de empréstimo, qualquer cobrança para que haja a liberação do dinheiro é ILEGAL. Qualquer taxa de juros, impostos e tarifas de documentação já estão inclusas nas parcelas mensais. Assim, qualquer valor a mais que for cobrado precisa ser averiguado.

Os golpistas costumam usar termos como: depósito antecipado, taxa de conveniência, depósito de liberação e outros termos semelhantes. Desconfie caso alguma dessas expressões seja usada durante a negociação do empréstimo.

Além disso, nunca divulgue detalhes do seu empréstimo nas redes sociais. Os golpistas costumam buscar informações nas redes sociais da pessoa antes de tentar realizar o golpe. Eles captam diversas informações sobre a vítima, como o valor do empréstimo, em quantas parcelas ele gostaria de pagar e para que precisa do dinheiro. 

Isso não é válido apenas nesses casos, mas para evitar qualquer situação fraudulenta. Quanto menos o estelionatário souber a seu respeito, mais difícil será ganhar sua confiança. Ainda, ele não terá acesso aos seus dados pessoais e nem informações valiosas sobre seu círculo social.

Mais um detalhe importante: sempre dê prioridade para realizar o empréstimo em uma agência bancária. A internet é uma facilitadora, mas por meio dela, muitos golpistas conseguem aplicar diversas fraudes.

Ir até uma agência e negociar direto com um funcionário do banco vai poupar você de cair em qualquer armadilha.

Se você caiu em um golpe do falso empréstimo, não se desespere. A Zeno pode te ajudar! Temos diversos advogados especialistas no Direito do Consumidor, que irão te auxiliar para que você consiga resolver o seu caso e ter o seu direito garantido.  Qualquer que seja o seu problema, podemos ajudar. Clique no link abaixo e resolva a sua situação.


Quero resolver meu problema