Fiz um Pix para uma pessoa errada, e agora?

mulher-mexendo-no-celular

No dia 05 de outubro de 2020, o Pix foi lançado pelo Banco Central (BC), e em três meses acumulou mais de 200 milhões de transações mensais. Desde a sua criação, essa funcionalidade tornou a vida do brasileiro mais prática. Contudo, muitas dúvidas podem surgir, e uma delas é “o que fazer ao realizar um Pix errado?”

 

Essa é a pergunta que esse artigo irá responder, contudo, já podemos adiantar que essa ação é irreversível. O Banco Central já se pronunciou a respeito disso diversas vezes, e afirmou que ao realizar um pagamento por Pix, é impossível cancelar a operação. 



Mas não se desespere, você não é a única pessoa que passou por essa situação. Mesmo que o cancelamento seja indisponível, existem algumas saídas que você pode buscar para resolver esse problema.

 

Antes de entendermos como cancelar um Pix, vamos entender primeiro sobre o funcionamento do Pix e quais são as suas vantagens e desvantagens.

 

O Auxilia Consumidor da Zeno irá explicar sobre todos esses detalhes, continue lendo o texto e descubra tudo sobre essa funcionalidade. 



O que é o Pix? 

 

Antes de entender os problemas relacionados com o Pix, é necessário entender como ele funciona.

 

De forma simplificada, o Pix é um sistema de pagamento instantâneo que foi criado pelo Banco Central no ano de 2020. Ele possibilita que os usuários façam  o cadastro de chaves em instituições bancárias. Essas chaves servem tanto para realizar, quanto para receber pagamentos, e são pessoais e intransferíveis. 

 

As chaves são uma forma de identificar o usuário dentro do mundo de informações do Pix. Elas representam o seu endereço de conta dentro do Banco Central.

 

Os principais formatos de chaves são: CPF, e-mail, número de telefone e chave aleatória, sendo que o usuário decide quais dessas chaves pode ativar. Para realizar o pagamento, basta que a pessoa insira uma dessas chaves que foi ativada, e envie o dinheiro. 



Ao inserir a chave, o sistema já reconhece de quem se trata aquela conta. Ou seja, não é necessário colocar nome de banco, número de agência e conta, e outras exigências que eram feitas para transferir dinheiro e realizar pagamentos.

 

A proposta do Pix são transações rápidas e seguras, que podem ocorrer 24 horas por dia, inclusive em finais de semana e feriados.

 

Além de transferências, você pode realizar pagamentos em tempo real para lojas, mercados e outros estabelecimentos comerciais.



Vantagens do pix

Como você já deve ter percebido, o Pix veio para revolucionar as transações bancárias. É muito difícil encontrar pessoas que ainda não possuam uma chave cadastrada e não utilizam essa funcionalidade.

 

Isso porque prezamos pela facilidade, praticidade e segurança. E é exatamente isso que o Pix promete. Você pode transferir dinheiro a hora que quiser e para qualquer banco. Não importa se são três horas da tarde ou três da manhã, o dinheiro irá cair no mesmo instante em que for enviado.

 

Além disso, você não tem nenhum custo para realizar as transferências, e segundo o Banco Central, possui maior segurança para realizar transações, visto que a proteção de dados é uma das prioridades do BC.

 

Desvantagens do Pix

Como já dissemos anteriormente, o Pix é uma novidade que trouxe diversos benefícios e praticidade para os usuários. A aderência a esse sistema foi muito grande devido a todas as facilidades que ele oferece para quem faz uso de seus serviços.

 

No entanto, isso não quer dizer que não ocorram problemas em seu sistema, e você pode sofrer ao realizar pagamentos e transferências.

 

Nos primeiros meses após o lançamento, era comum que as pessoas reclamassem de instabilidade na plataforma e demora para realizar as transações. Hoje em dia, apesar das grandes melhorias ocorridas, às vezes podemos nos deparar com problemas. Isso não é algo de outro mundo, qualquer tecnologia pode sofrer com instabilidades.

 

Já ocorreram diversos tipos de falhas em transações realizadas com o Pix, uma delas é o pagamento ser feito em duplicidade. Esse tipo de problema é corrigido pelo próprio banco, mas o usuário também precisa estar atento e monitorar a resolução da situação.

 

Outro caso que pode acontecer, é o erro da liquidação do Pix. Em palavras mais simples, significa que a transação bancária não foi concluída, seja por falta de saldo, por erro no processamento ou falha técnica na interface.

 

E por último, um dos maiores problemas que ocorrem no Pix não é um problema do sistema em si, mas ocorre quando o próprio usuário faz um Pix errado. O que fazer nesses casos?

 

O que fazer nesses casos?

Se você chegou até aqui, já sabe tudo sobre como o Pix funciona, quais são as suas vantagens e desvantagens. Como mencionamos no início deste texto, não é possível cancelar ou reverter uma transferência incorreta.

 

Essas situações costumam ocorrer com frequência, pois as pessoas acabam inserindo a chave Pix errada, e informam os dados de um destinatário diferente do que ela pretendia enviar o dinheiro.

 

Se você enviou o dinheiro para a pessoa errada, mas conhece o destinatário, a primeira medida a ser tomada é entrar em contato diretamente com a pessoa e pedir para ela devolver o dinheiro. Para isso, basta que ela clique na funcionalidade “devolver valor”. Assim, o dinheiro voltará para a sua conta.

 

Ainda, se você não conhece a pessoa, ainda é possível identificá-la por meio da chave Pix, caso seja um e-mail ou telefone. Você pode utilizar essas informações para entrar em contato, e pedir para que ela devolva o valor que você enviou de forma errônea.

 

Contudo, se for uma chave aleatória, você não terá outra opção além de entrar em contato com o banco na qual a chave da pessoa está cadastrada, informar que fez o Pix errado, e esperar que a própria instituição entre em contato com o usuário.

 

Porém, é importante que você saiba que as chances de recuperar o valor por meio da instituição financeira são baixas, pois os bancos não podem divulgar as informações dos seus clientes.

 

Sabendo disso, você precisa redobrar a atenção na hora de realizar uma transferência, a fim de não colocar uma chave pix errada e perder o dinheiro que foi transferido.



Se você se interessa por esse tipo de conteúdo, acompanhe o blog do Auxilia Consumidor.