Como se proteger de golpes no Mercado Livre?

mulher-pesando-logo-do-mercado-livre

O Mercado Livre é um marketplace que está crescendo cada vez mais no mercado. São feitas cerca de 3000 buscas e 4,5 compras a cada segundo. Com o aumento de sua popularidade, a atenção de golpistas é despertada. Golpes no Mercado Livre e no seu sistema de pagamento, Mercado Pago, são cada dia mais comuns.

Resumidamente, o Mercado Livre é de origem Argentina e é considerado o maior marketplace da América Latina, com mais de 20 anos de história. A pandemia, que obrigou as pessoas a permanecerem em casa a maior parte do tempo e realizarem suas compras por meio da internet, aumentou e muito as vendas dentro da plataforma.

Desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, até hoje, as ações do Mercado Livre na bolsa de valores aumentaram cerca de 185%, o transformando em líder de vendas entre os marketplaces.

Ainda, o volume de vendas durante esse período foi de um momento equivalente a R$ 14,36 bilhões. Mas com o aumento das vendas, aumentaram também os golpes envolvendo a plataforma.

Principalmente agora nesse período de Black Friday, é importante que você saiba como se proteger de golpes no Mercado Livre e quais são os seus direitos caso uma situação dessas venha a ocorrer.

Por isso, o AuxiliaConsumidor by Zeno escreveu esse artigo. Continue lendo até o final e conheça todos os detalhes sobre esse assunto.

Quais são os principais golpes no Mercado Livre?

Atualmente, as artimanhas mais comuns que são usadas pelos golpistas para aplicarem fraudes no Mercado Livre são o phishing e a venda de produtos falsos.

Phishing

O phishing é uma das táticas mais presentes quando falamos sobre golpes. De forma simplificada, ele é um crime onde o estelionatário engana a vítima para que ela compartilhe informações confidenciais, como a senha e o número do cartão de crédito, além de outros dados pessoais.

Nessa tática, o golpista utiliza diversas iscas para conseguir essas informações, como oferecer prêmios e bonificações, que à primeira vista realmente parecem reais.

No caso dos golpes no Mercado Livre, o que acontece em grande parte dos casos é que o estelionatário envia um e-mail para a vítima, onde ela é levada a acreditar que a comunicação é oficial e verdadeira.

Nesse e-mail, o cliente é avisado que houve algum tipo de problema durante a sua compra, ou algum movimento suspeito em conta, e é instruído a verificar a origem da causa.

O objetivo do envio desses e-mails é fazer com que a pessoa envie suas informações pessoais, acreditando que de fato está tendo uma comunicação legítima com a plataforma. O golpista costuma pedir a confirmação de nome, documentos e números de cartões, alegando que irá verificar a identidade do cliente.

Muitas pessoas inocentes desse tipo de golpe, acabam fornecendo as suas informações, e ficando expostas a qualquer tipo de fraude em seu nome.

Além dos e-mails, também são usadas campanhas que circulam no WhatsApp, em busca de pescar informações de possíveis vítimas.

Vendas de produtos falsificados e devoluções falsas

Esse tipo de golpe no Mercado Livre tem como alvo não só clientes, mas também os vendedores e costumam envolver produtos que possuem um alto valor monetário.

Para concretizar as suas táticas, o estelionatário entra em contato com a vítima e se apresenta como um vendedor, com poucas informações disponíveis em seu perfil, sem vendas e sem avaliações.

Nas  publicações de suas mercadorias à venda, constam imagens baixadas da internet, que não correspondem a um produto real. Esses produtos possuem um alto valor, mas são apresentados com ofertas atrativas para os clientes.

O cliente, sem ter nenhuma ideia de que se trata de uma compra falsa e que o produto não existe, realiza o pedido imaginando que vai receber a mercadoria em sua casa sem maiores problemas.

Como já dissemos, os vendedores também são lesados em golpes no Mercado Livre, e isso costuma ocorrer com as chamadas falsas devoluções. 

Nesses casos, ao receber um produto de alto valor, geralmente celulares, notebooks e videogames, o comprador mal intencionado entra em contato com o suporte do Mercado Livre e alega que recebeu o produto com defeito ou alguma avaria devido ao transporte.

A plataforma aceita a queixa e gera uma etiqueta de retorno. É nesse momento que a fraude ocorre.

Quando o vendedor recebe a caixa do produto de volta, se depara com algum objeto aleatório que simula o peso do produto, como uma pedra. Enquanto isso, o estelionatário fica tanto com o dinheiro quanto com o reembolso.

Mas afinal, como podemos nos proteger desse tipo de situação?

Como evitar cair em golpes no Mercado Livre?

Como falamos acima, os principais golpes no Mercado Livre ocorrem por meio de phishing e pela venda de produtos falsos e devolução falsa.

Seguindo essa linha, separamos algumas dicas que vão te ajudar a não cair nesse tipo de golpe.

  • Se você receber qualquer comunicação alegando ser a empresa, seja por e-mail ou WhatsApp, confira o remetente para se certificar de que realmente se trata de um representante verdadeiro;
  • Não forneça nenhuma informação pessoal por e-mail ou WhatsApp. As empresas jamais irão solicitar esse tipo de informação por essas plataformas;
  • Ative a identificação de dois fatores no Mercado Livre e Mercado pago;
  • Quando for realizar uma compra, verifique o perfil do vendedor, quantas vendas ele já realizou e se ele tem avaliações de clientes em seu perfil antes de realizar qualquer pedido;
  • Ao vender um produto na plataforma, certifique-se que o comprador informou todos os dados necessários. Assim, caso você precise fazer uma reclamação, terá todas as informações que são necessárias.

Se você caiu em um golpe no Mercado Livre, não se preocupe. O Auxilia Consumidor by Zeno pode te ajudar a resolver esse problema, de forma rápida e prática. Nossos advogados especialistas no Direito do Consumidor irão te guiar em todas as etapas desse processo e você terá um acompanhamento durante todo o seu caso.

 Saiba como podemos te ajudar em caso de golpes no Mercado Livre.